Messi, The Economist e a falácia liberal/conservadora: “eu não tenho nada a ver com isso”

O blog dedica esse espaço ao The Economist e aos conservadores liberais argentinos, que sempre se furtaram da co-responsabilidade da ‘decadência argentina’ e que acharam na propaganda/diagnóstico cheio de falácias do famoso periódico inglês um motivo a mais para afirmar: “Nós sempre falamos isso”. É verdade, sempre falaram e, mais uma vez, conseguem, ancorados no The Economist, se colocarem fora da história do país, como se as crises econômicas é as tragédias políticas tivessem acontecido sem a mínima responsabilidade desses setores, que outrora apoiaram golpes de Estado e rupturas institucionais. Depois de tudo, the Economist afirma: “los generales de Chile se abrieron en los 1970s y avanzaron.” Tradução do jornal La Nación <http://www.lanacion.com.ar/1664078-el-articulo-completo-the-economist-durisimo-con-la-argentina&gt;

Finalmente, torna-se imperioso uma homenagem a um Messi DE FRENTE!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s